domingo, 6 de março de 2011

florever

                                                        quantas vezes
                                                        tentei acabar
                                                        com o poeta
                                                        que há em mim

                                                                     até descobrir
                                                                     que ser poeta
                                                                     é não ter

                                                                                        fim



6 comentários:

Sandra Regina de Souza disse...

Poeta é apenas o começo do fim! Saudade!!!

Jacqueline disse...

é isso!

Leone Rocha disse...

Agente vai lendo teus poemas e eis que derrepente eles atiram uma flecha, assim, do nada. Tocante.

Abraços.

J.F. de Souza disse...

não mais conseguirás
: esse poeta
já vive
em nós

Cynthia Lopes disse...

você, como sempre,
tem toda
a razão.

Cesar Veneziani disse...

Esse já li na Casa das Rosas em Sampa. Genial.