terça-feira, 9 de março de 2010

bagdah café



asas asas asas
de que me servem
se quebradas

asas assim dão azar

e o tal do azar
é um perigo
quando o lance é voar


13 comentários:

Marcelo Mayer disse...

por isso existem motores

Fouad Talal disse...

É preciso "asar" o azar

Flá Perez (BláBlá) disse...

adoro tudo que vc escreve!

falei de vc na minha entrevista e coloquei vc no meu blog.

bjbjbj

BAR DO BARDO disse...

uma asinha

por favor

Renata (impermeável a) disse...

o anjo quebrou asa, foi?

Kenia Mello disse...

Oi, Múcio, tudo bem?
Olhe só, meu trabalho de conclusão do curso de pós-graduação em literatura brasileira é O discurso poético (em poesia e prosa poética) na blogosfera", e no capítulo referente à amostragem e à análise de poesias/prosas poéticas, seu blog Traversuras está entre os 10 selecionados. Escolhi Teledrama, Sentinela e Mi casa su casa para fazerem parte do trabalho. Tudo com autoria, endereço eletrônico etc. devidamente em ordem. Espero que não se incomode. Caso deseje, assim que possível, lhe envio uma cópia.
Beijão,
Kenia
P.S. Te adicionei no Orkut, mas não consegui deixar mensagem por lá. :)

IsaBellinha disse...

o lance é voar!

\o/

Cynthia Lopes disse...

asas, mesmo assim, quebradas nos fazem voar
por conta do teu versar!
bjs

Cristina Loureiro dos Santos disse...

Que lindo, Múcio!
Mas tu voas, meu querido poetamigo, voas alto nas asas da imaginação e do sonho...
E fazes-nos voar também... Voar e sonhar, através da beleza e leveza da tua lírica.

Eu voo sempre nos teus poemas...

Beijos mil :)

J.F. de Souza disse...

"não sei mais o que dizer e nem o que pensar"... =P

MaIa disse...

Asa quebrada dar azar
da azia
maior que a gonia
dos que não tem o que falar

muito importantes esses seus versos poeta
parabéns pelo blog

Tina disse...

Oi Múcio!

Lindo! Assino embaixo, tá?

beijos querido, sumido...

Tucha disse...

Dá pra voar sem asas...meu bem. Sei que vc sabe...