terça-feira, 29 de setembro de 2009

primeiro




dentro
de minhas breves tempestades

minhas
mágicas majestades

sempre
apontas ao meu barco
novos rumos

cartas náuticas
que sigo cego
quando rimo

posto
que descobri
um novo prumo

depois
de você

primo

para o meu primo Rodolfo.

9 comentários:

Marcelo Mayer disse...

rimas gostosas de ler em voz alta

Cristiano Contreiras disse...

Mucio, a sensivel literatura e o puro charme encontra-se aqui, também. Muito me agrada, define. Likei você ao meu e sigo! abs

Mary disse...

que liiiindo!

ele vai adorar! :)


beijos aos dois queridos! <3

Leandro Jardim disse...

Belíssima homenagem!

Sentimental ♥ disse...

a gente sempre descobre um novo rumo depois de alguém especial né? belíssimo.
bjs

Tina disse...

Oi Múcio!

Linda homenagem, linda.

beijos querido e boa semana,

Raquel disse...

Eu achei bastante divertida esta.. me fez rir lendo ;)

Mulher na Janela disse...

Que jogo mais delicado, envolvente...

E assim todos nós nos tornamos primos a tomar prumos nessa ave de poesia!

Adorei.. belindo poema!

Beijos...

J.R. Lima disse...

poxa, primo...

nem sei o que dizer.

Obrigado é pouco, mas é o que existe para se dizer.

Um beijo nesta tua alma linda.