sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

finesse

dona
de uma fineza
absoluta:

na sala, Sartre,
na cama, Sutra.

19 comentários:

Déa disse...

Muuuuuito boa! Adorei., Como sempre!
Feliz 2009, meu poeta!
Beijos

Ariane Rodrigues disse...

Lindo, Múcio!

Marrí disse...

Um desatino*

Yara Beatrice Jasmin Nin Poulain Black Mamba disse...

Coisa fina...

Kakau disse...

Muito bom! Adorei ^^

Beijos

Cosmunicando disse...

la creme de la creme...
que beleza de síntese =)
bjos

Pavitra disse...


simples assim... rs

beijos!

Friendlyone disse...

Genial! Aliás, como tudo que li aqui. Muito bom.

Rita Costa disse...

Belísso!
Gosto muito, desses versos pequeninos que dizem mais que mil palavras.
Parabéns!

Sandra Regina de Souza disse...

AMO:
tua genialidade absoluta,
sonho ser sua
musa...
rsrs...
(vc sabe que elegi este seu o mais meu, né?)

Rayanne disse...

Tú já me mostrou este....

Quando foi?

Na cama sutra,
na sala Sartre,
E o peito em luta:
Quem avalia
QUem denuncia
Sua conduta,
Na melhor parte?
Será arte?
Será labuta?

Estrelas, poetamado!!!

alhi disse...

Salve Beauvoir.

:*:

Cynthia Lopes disse...

Finíssimo poema, abraços

Alex Pinheiro disse...

poema que a gente imprime pra mostrar a outras pessoas,,,
Sen-sa-ci-o-nal!

Abraços e geniais invenções!

Paco disse...

o meu preferido.

Caito disse...

PQP, muito boa também. Vc tem uma concisão e uma criatividade, uma intimidade com as palavras muito legal.

abraço!

Silvio Vasconcellos disse...

Perfeito! A síntese da fineza absoluta!

silvana disse...

Enquanto uma reza,
a outra acende a vela...

Adriana Fernandez disse...

O que quer dizer esse poema ?