quarta-feira, 10 de setembro de 2008

como querer garoar


quantas Marias,
quantos Josés,
quantas Joanas,
quantos Manueis,
quantos são mãos,
quantos solidão,
quantos são pés,
quantos são pais,
quantos são mães,
quantos não são,
quantos tu és,
quantos são Paulos,
quantos dos Santos,
quantos da Silva,
quantos, quantos,
quantos são pretos,
quantos são brancos,
quantos são Pedros,
quantos são prantos,
quantos são dias,
quantos são feras,
quantos são noites,
ou são primaveras,
quantos sãos,
quantos são,
me diga
quantos São Paulos
cabem numa canção?
foto: marques tavares carlos

9 comentários:

Yara disse...

(Ah a garoa paulistana, esta m-água peneirada)
.
.
É infinita a garoa que cabe num verso.

J. Caribé disse...

Tantos que nem dá pra contar...

Márcia(clarinha) disse...

infinitos cabem na palma da mão que toca a canção...

lindo dia querido
beijos

Sandra Regina de Souza disse...

Pra essa paulistaníssima, um poema-presente!! Quanto são são nessa terra de solidão em multidão? Um sampoema!! Lindo, meu Múcio!! Amo sempre mais... meus beijos de garoa... numa boa!

Grazielle disse...

pelo visto, infinitos!

H.Hora disse...

E quantas canções cabem na São Paulo?
Tantos números,
Tantos versos.

E a metrópole infinita na tua poesia.

Carol disse...

Zilhoes! Perfeito...

Alex Pinheiro disse...

Saco cheio de São Paulos em canções, rs

Li rápido,,, pareceu-me um trocadilho, rs

Abraços e quantas invenções!

Atriz disse...

aaaaaaaaahhhhhhhhh cabem o quanto a imaginação do poeta puder colocar!!!!

lindo, como sempre, seus lindos versos!

beijo, da fã Gisele