quinta-feira, 27 de setembro de 2007

sobre a leveza do ter


lave-me, love,

de leve,

lave-me a alma

com toda calma,

como se deve.

leve-me, love,

de leve,

abra a cortina,

afaste a neblina

como se neve...

me atire ao ar,

me tire o chão,

me ultra-leve

em seu avião!

love, me leve,

na lua cheia

em linha reta,

num asteróide,

ou de bicicleta.

love-me leve

pelo deserto,

pela neve...

a gente faz

e Deus assina,

afinal,

gente coisa

é outra fina.


foto: paulo a.

15 comentários:

Leandro Jardim disse...

Delícia melódica!

É que lembrou-me Melodia, o Luiz

abs
Jardineiro

alex pinheiro disse...

haha,,, mutio bom Múcio,,, rs
Cadência formidável você deve ter pago caro,,, rs

Abraços e "bem pagas" invenções!

(l' excessive) disse...

Nossa!
Pra quem se diz "desiquilibrista" você samba muito bem com as palavras!
Tem cadência, como diz o alex, aí em cima
Outro poema perfeito!
Vou lincar este blog pois visita diária vai fazer bem aos olhos e ao coração!
Um abraço

Sandra Regina de Souza disse...

Leve-me, love!
A sonoridade jazz!
Balanço e bossa
Love me!
e me leve nessa música!
Beijos dançantes...rs...

Anna Flávia disse...

Muito bom, gente!
Massa demais!

Beijo

celo disse...

lavo, quer dizer, levo esses versos comigos, love-os, ou levo-os, qualquer que seja, só não lavo-os, para não sumirem.
[]s
marcelo

Isabella Kantek disse...

Olá,

acabo de chegar ... via InventO. =)

Quanta leveza e musicalidade em palavras. Gostei!

Abraços.

paulo vigu disse...

Sua poesia suaviza loves in versões ultra-leve. Sou fã e recomendo. Abraço aí, irmão. Paulo Vigu - Riodaqui

Octávio Roggiero Neto disse...

Múcio, escultor de musicalidades poéticas. uma palavra, em teus versos, é um dicionário de possibilidades líricas e perspicazes. você, tão querido e sempre.

abração!

A czarina das quinquilharias disse...

e você é gente coisa pacaramba!
beijíssimo
mucim!

Rafael Velasquez disse...

muito bom. o melhor � o senso de humor.

abra�o!

Lua Durand disse...

linear e curvilineo, paradoxal.

voltei.

:)

Bruxinhachellot disse...

Uma poesia leve e um delicioso jogo de palavras.

Beijos de Sol e de Lua.

Tina disse...

Oi Mucio!

..."lava-me a alma como se deve..." que lindo, suave, romantico. Adorei.

Obrigada por dividir, de verdade.

beijos querido e boa semana,

Carolina Lomba disse...

Impossível ler esse poema e não deixar comentário.

lavou-me a alma, de leve.
louvada poetry!!!

você é muito bom mesmo!

parabéns!