quinta-feira, 19 de abril de 2007

queda livre


na tua rede
eu caio,
sou peixe,
sou raio,
chuva de maio
quando caio
na tua rede
sideral,
eu entro
eu saio,
da tua rede
como um raio,
eu levanto
eu caio,
sem senão
e nem sinal,
pois só
quando caio
na tua rede,
é que eu caio
na real.
foto: RMSM.

17 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

se a rede é real que nela fique emaranhado na doce sensação de ser tudo que quiser...
carinho meu procê querido
beijosssssssssss

clarice disse...

te superas a cada passo
pousado ou enredado
amorosamente enlaçado
sonoro e belo
Múcio
meu grande abraço

Tina disse...

Oi Múcio:

Então não caia da rede real... linda declaração.

beijos querido,

Mary disse...

Que pena que não é na minha rede! Hahahahaha :P

Adorei!

Bjusss

Cristiano Contreiras disse...

que blog agradável!

Rayanne disse...

Cai na minha?

Saudade ardida de tú.

Amo.

***Estrelasestrelasestrelas***

Tanara disse...

ahhhh
rss
Múcio!

.
um abraço

IsaBellinha disse...

Adorei

:D

Sandra Regina de Souza disse...

Quando eu me enredo
você muda o enredo
e minha realidade se perde
se caio na sua rede!

versos seus sempre fazem bagunça na minha vida!! Beijos com muita saudade, moço!!!

poeta matemático disse...

Caiu na rede...

É peixe...

rsrsrs

paulo vigu disse...

Múcio é dos grandes poetas da cidade virtual. Além da rede on-line merece a rede real da teia que a musa lhe faz. Riodaqui/abraço/Paulo Vigu

Pedro Pan disse...

, embalando a rede...
, abraços meus.

Saramar disse...

Que lindeza vertical e depois não, e sim e não, emaranhados de amor.
Lindos versos, lindos!

beijos

Déa disse...

Eu, sem net e sem PC em casa, por enquanto, fico roubando minutos no PC de amigos para poder passar por aqui. Você continua o mesmo: perfeito! Beijos
PS - Sumiço meu temporário. Voltarei.

diovvani mendonça disse...

És peixe, enredado na poesia.
AbraçoDasMinas.

*CLara* disse...

e que bom é ser a rede de alguém...

lindos versos...

beijinhos...

Kaká disse...
Este comentário foi removido pelo autor.