sábado, 24 de março de 2007

diz querer


diz que me diz
que nem tudo
está por um triz,
me engana
que eu gosto,
e se for o caso
até aposto,
pago pra ver
teu show, teu bis,
então diz,
diz que me diz,
conta até cem,
traça algum plano,
me livra do dano,
e depois vem,
assim como tal,
assim como quem,
faz carnaval
do meu ninguém,
a Olinda mais linda
que tem,
e depois vem,
diz que me diz
que tudo será
como eu sempre quis,
tudo tão e quão,
tudo tão e bem,
então diz,
diz que me quer
que eu digo amém.
foto: josé branco.

10 comentários:

Jefferson P. disse...

... Me diz... tudo de uma vez, por onde você me prende...

Abrçs, Múcio.

Thiago disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thi disse...

Você já diz tudo meu irmão!

Poeta Matemático disse...

Me lembra uma música triste...

Mas assim, só o ritmo, o poema não é triste...

Então, achei fora de compasso por causa disso...

Mas é uma impressão minha, ignore..

clarice disse...

expectante do amor vingar
brinca o poeta neste provocar
abraço Múcio

Márcia(clarinha) disse...

tá tudo implícito nesse ato de amar
beijossssssssssss

diovvani mendonça disse...

Abençoado, seja sempre, caro poeta.
Abraço.

paulo vigu disse...

Ela diz que diz, ela diz querer,ele diz amém. É ela que sossega o seu ninguém. Riodaqui. água e abraço - Paulo Vigu

Sandra Regina de Souza disse...

Eu digo que quero/vc diz também/mas eu espero/vc não vem
Brincando de rimar no teu poema... que delícia sentir esse rebuliço por dentro... (obrigada por acordar a poesia em mim neste instante) meus beijos em vc...

Cristina Loureiro dos Santos disse...

Tão lindo, Múcio!!!
Adorei, simplesmente.

Beijos :)