sexta-feira, 26 de outubro de 2007

oração para um vôo tranquilo


ora oro,

ora

me deparo

ignaro,

ora ignoro,

ora tua pele,

ora teu poro,

ora sou fome,

bicho sem nome

quando te devoro,

e me apaixono,

e te decoro,

ultrapasso

o teu sinal

mais sonoro,

ora tua teta,

ora teu colo,

teu segredo maior,

violo,

ora sou são,

ora não,

teu consolo,

teu vilão,

ora sou céu,

saio do solo,

quando te toco,

decolo.
 

foto: daniel oliveira

14 comentários:

carla granja disse...

oi tive adar uma olhada em rteu blog e gostei parabéns. se kiseres voltarei e se nao quiseres voltarei na mesma :)
., . - . - , _ , .
.) ` - . .> ' `(
/ . . . .`\ . . \
|. . . . . |. . .|
. \ . . . ./ . ./
.. `=(\ /.=`
.... `-;`.-'
......`)( ... ,
....... || _.-'|
........|| \_,/
........|| .*´¨)
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` *
*´¨) мιℓ вєιנoѕ♥*♥
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` **♥*♥
bom fim de semana
bjo
carla granja

Duda disse...

céu de brigadeiro esse em?

belo poema!

alex pinheiro disse...

Para um vôo tranquilo é preciso: casa, comida e roupas descartáveis,,, rs

Poesia em "o" que sem pretensão decolou,,, No ar fez ora, fez oro e oração, desnecessária tradução de poema tão bem resolvido, rs

Estou num insulto por lá, no InventO... E sempre é um prazer ler letras negras em fundo branco que por acá falam sozinhas...

Abraços e aéreas invenções!

Márcia(clarinha) disse...

decola rumo ao corpo que deseja
cola no sonho
ora pelo aconchego
seja!
*
carinho meu procê poetinha
beijos

diovvani mendonça disse...

Ora-pro-no-BIS...
Ora-ora, meu caro, assim termino, pedindo BIS - ora, pois-pois!!!

~^^ ~Abraço~^^^ ~

Tina disse...

Oi Múcio!

Bons vôos ! Lindos versos.

beijos querido e boa semana,

Sandra Regina de Souza disse...

Faço-te uma prece:
apaga meus pecados
na tua pele:
(me esquece).
Repito os pedidos
da tua oração
todas as noites...
em vão.


Beijo

paulo vigu disse...

Múcio é irmão que ora, rima in versa & viola. Versos: do céu ao chão há linhas musicais em seus poemas. Admiro. Recomendo. Abraço no dono da casa. Riodaqui

poeta matemático disse...

Cara...

não conheço ninguém que me toque tão bem como você. Tuas poesias são assustadoramente simples, teu ritmo é deliciosamente delicado, simplório...

As palavras se ligam com loucura e simpatia...

Nossa...

Desculpa não vir mais, tá bem difícil..

Mas obrigado por deixar essas coisas aí sempre pra eu me admirar...

Abraços

Leandro Jardim disse...

A boa e velha astuta mao de múcio!

bueníssimo!

abs
Jards

Lua Durand disse...

alguém especial.

talvez como Lidia pra Goldmund.

isso é tão bom.

au revoir

moacircaetano disse...

ora pro nobis, por hora!

celo disse...

bonitos vôos.. bonitos versos :]
[]s
marcelo

IsaBellinha disse...

Nem um avião humano e falante descreveria tão bem este pouso em outrem!

Tio Mucio, sempre!

:D

:*