sexta-feira, 28 de maio de 2010

solarium



para aqueles dias
em que apertar
a solidão

abra as janelas
contemple o céu
faça do sol

s
o
l
u
ç
ã
o


11 comentários:

Marcelo Mayer disse...

como em lucy in the sky

Cristina Loureiro dos Santos disse...

Poetamigo querido, também para mim o sol é luz sempre.
Obrigada :**
Beijos mil ;)

Rayanne disse...

Você apagou a luz daqui....e as suas palavras continuam iluminando tudo, amormeu!!!

**Estrelas, meu solzinho**

alhinhe disse...

lindo. lindo.

Maria Rodrigues disse...

A solução é toda a beleza e síntese de seu poema-sol.
Belíssimo!

Fabrício Brandão disse...

Só mesmo o Diovvani para nos apresentar espaços bacanas como o seu, Múcio.

Forte abraço!

luiz gustavo pires disse...

múcio:

" solidão

(b)ecos
sem
sa
ídas...

parabéns pela sua poesia.
seus poemas são: nas entrelinhas

- estrelinhas...

luiz gustavo pires

ilhapessoa@gmail.com

Pedro Pan disse...

, bom conselho que vem em poesia!
, gostei muito do preto com laranja. demais!
, abraços meus!

Rafael J. Albuquerque disse...

Múcio, só digo uma coisa: magnífico!!!

J.F. de Souza disse...

"É que
preu ver
o colorido da vida
(...)
eu preciso de um raio de sol"

http://blogdesete.blogspot.com/2008/03/pssimo-dia.html

Ana Claudia disse...

Sor
rio

:-)