terça-feira, 20 de fevereiro de 2007

met ade


quem partiu
quando você
par
tiu?
 
foto: daniel palos

12 comentários:

Cristina disse...

Bem vindo de volta :))
A blogosfera nem é a mesma sem os teus poemas, Múcio! Não tem nem metade do encanto!

E claro que recomeçaste com um poema bem especial :)

Felicidades.
Beijos :)

Luzzsh disse...

Oi querido,

Toc toc toc
Ô di casa!!!Tô entrando...


Que bom não mais morrer de (tanta) saudade....Se bem que, mesmo a que sobra, ainda é muita.

2.000 km de beijos, um grudadinho no outro...

Fábio Pinheiro disse...

Olá, te encontrei pelo hai kai que deixaste no 'Feita em Versos' de Sandra. Bela escrita. Grande abraço!

Octávio Roggiero Neto disse...

o Amor partiu e o poeta rasgou o verbo.
abraços com braços elásticos, seo Múcio!

Bruna Maria disse...

Olha só como você brinca com as palavras...! Mexe com o sentido delas, assim de uma forma tão direta e clara.
Partidas que provocam par_tidas. Acontece mesmo!

Vou adicionar o novo link! Eu fiquei tentando acessar o seu outro endereço e dava erro, agora entendi o porquê! ;)

Beijos!

Nanna disse...

Lindo, como sempre! E eu, no gargarejo... :)

Um monte de boas energias pra sua casa nova...

Amo-te.
Beijo.

Valéria disse...

tudo fica quando a gente não vai...
beijo de boas vindas ao bom espaço...

Clauky Saba disse...

eita que o menino múcio voltou atraversado!!!

pois continue desequilibrista

por inteiro
e não pela me
tade

poetabraços

clauky

Rayanne disse...

Quando par, sem saber de ti.
Par-ti.
E ao meio, par-tida
Partitura de nossa vida.

Poetamado.

***Estrelasempre***

diovvani mendonça disse...

Asa só voa
se par
tir

...

E aí amigo, de tanto ser diVerso, transmutou-se agora, em menino travesso?
Bela e arejada sua nova casa!!!

MontanhosoAbraço.

Márcia(clarinha) disse...

hoje me achei em mais um aniversário só eu comemorei só eu parto em busca do que perdi
beijossssssss

paulo vigu disse...

Rasgou o verbo ao meio e chegou aqui. Eis o poeta. Riodaqui/Paulo Vigu